capuchinha

Postado em 8 de setembro de 2014 Por Em Receitas, Slider E 2833 Visualizações

Deixe as flores entrarem no cardápio

Deixe as flores entrarem no cardápio

capuchinha1

Está chegando a hora de dizer tchau para o frio e receber a primavera de braços abertos. Além de aproveitar toda a sensação de bem-estar que a primavera traz, é hora de abusar da água, frutas, saladas e cereais integrais. Eles ajudam a fazer aquela faxina no organismo, ideal para quem abusou das guloseimas no inverno e agora quer desintoxicar.

A estação também traz alimentos benéficos para saúde que só podem ser encontrados nessa época do ano. As melhores escolhas são os alimentos de fácil digestão, ricos em vitaminas e minerais. “Além das verduras e legumes, o clima colabora para a presença dos sucos naturais e saladas bem coloridas”, explica a nutricionista da Atual Nutrição, Cátia Medeiros. Alguns exemplos de alimentos que devem ser consumidos são:

– Tangerina: contém grande quantidade de vitaminas A, C e do complexo B e potássio, mineral que atua no processo de contração dos músculos; portanto é excelente para quem pratica atividades físicas regularmente;

– Abacaxi: possui vitamina C, potássio e manganês e também a bromelina, uma enzima muito eficiente no processo de digestão, sendo ótima opção para a sobremesa;

– Melancia: por conter grande quantidade de água, é uma boa opção para manter a hidratação;

Já as verduras e legumes são: erva-doce, chicória, alho-poró, brócolis, catalonha, cebolinha, espinafre, orégano, couve-flor, coentro, folha de uva, hortelã, mostarda, abóbora, abobrinha, cogumelo, etc.

Além dos ingredientes tradicionais, as flores também podem ser ótimas opções para incrementar as saladas. As consideradas comestíveis podem compor o prato como uma forma de oferecer cor e alegria para a refeição sem comprometer o valor calórico. No entanto Cátia Medeiros informa que é preciso certo cuidado com a procedência destas flores e verificar se são realmente próprias para o nosso consumo. “É necessário buscar produtores especializados, que não utilizam qualquer tipo de agrotóxico ou tratamento químico na plantação. Um ponto muito importante para ressaltar é que estas flores não são as mesmas disponíveis nas floriculturas”, completa a nutricionista.

Algumas das flores que podem ser utilizadas em saladas e que devem ter um cultivo sem pesticidas para serem próprias para consumo são:

– Amor perfeito: torna o prato bem colorido por sua diversidade de cores, no entanto apresenta um sabor levemente amargo;

– Borago: apresenta uma bela coloração azul e tem um sabor mais adocicado, podendo ser usada também no preparo de chá;

– Calêndula: suas pétalas podem ser usadas para compor receitas variadas, indo de pratos quentes como omelete e arroz até preparos frios com iogurtes;

– Capuchinha: é uma flor que confere um sabor levemente apimentado, sendo bem-vinda às massas e saladas;

– Flor de abóbora: é bastante utilizada principalmente para saladas, sopas frias, e refogados;

– Tulipa: apresenta um ótimo sabor adocicado para ser utilizada em saladas.

“Um ponto muito importante é que estas flores não são as mesmas disponíveis nas floriculturas.

É preciso certo cuidado com a procedência das flores comestíveis e verificar se são realmente próprias para consumo. É necessário buscar produtores especializados, que não utilizam qualquer tipo de agrotóxico ou tratamento químico na plantação.”

Curiosidades sobre flores comestíveis

As pétalas de rosa há muito que são usadas em infusões e conservas. Agora são ingredientes de eleição para sobremesas e conferem um sabor suave e muito agradável a pratos fritos, como a têmpora de pétalas de rosas, uma entrada deliciosa e rica em vitaminas.

A capuchinha, ou flor de nastúrcio, muito decorativa, de gosto levemente picante e rica em vitamina C, combina na perfeição com saladas. Nativa do Peru, foi introduzida na Europa no final do século XVI e hoje é cultivada em todo o mundo.

Já na Idade Média, a calêndula, originária do centro e sul da Europa e da Ásia, eram cultivadas nas hortas, desidratadas e utilizadas como corante em caldos, queijos amarelos, manteiga e bolos. As suas pétalas são utilizadas frescas em saladas, em crepes ou no arroz, em substituição do açafrão.

Nativo da Europa e Ásia Ocidental, o amor-perfeito contagiou o mundo inteiro. Além de lhe serem atribuídas propriedades diuréticas, é muito requisitado para saladas e sobremesas.

A flor de borago, oriunda do norte de África, é secularmente conhecida por possuir efeitos benéficos sobre o corpo e a mente. Deve ser sempre utilizada fresca, uma vez que perde as suas propriedades depois de seca, e marca presença frequente em saladas ou em bolos e sobremesas.

A begónia, a tulipa, a alfazema e o gerânio são também contempladas nesta seleção, e as suas utilizações variam conforme a imaginação e a experiência dos cozinheiros, tendo sempre em conta as suas características – no fundo, tal como se utiliza qualquer outro ingrediente em culinária.

Informações: http://www.mytaste.pt