castigo-de-deus

Postado em 28 de setembro de 2016 Por Em Camargo Escreve E 698 Visualizações

CASTIGO DE DEUS

A mãe percebeu que a filha, ainda uma menina, andava desanimada, sem a alegria e vivacidade de antes e, preocupada, começou a atraí-la para afazeres juntas, brincando com ela, tentando coisas e gestos que pudessem reanimá-la. Já tinha pensado sobre algum problema na escola, com as amiguinhas, mas Irene – como a menina se chamava – disse que estava tudo bem, apenas tinha ficado triste porque a avó da Neusinha, sua amiga, tinha morrido.

– Mãe, a vovó Teresa também vai morrer?

– Sim filha, a vovó não estava bem, por isso está no hospital sendo medicada, ficará boa e voltará para casa. Um dia, quando estiver bem velhinha também vai descansar no céu. As pessoas nascem, crescem, envelhecem e morrem. Os animais também, e as árvores, as aves.

– Mas mãe, não é só gente velha que morre, tinha uma menina na escola que ficou doente e morreu. Por que criança também morre? Os grandes, velhos, precisam descansar, mas a criança ainda precisa brincar, brincar não cansa.

– Você tem razão, os mais velhos ficam mais fracos com o tempo, o corpo perde a força pelo uso. O corpo do mais moço fica fraco devido a doenças ou acidentes graves. A morte na velhice é natural…

A mãe terminou de explicar percebendo que a filha não estava aceitando bem seus argumentos, aliás ela própria sentiu como se estivesse lendo uma bula de remédio, que a morte tinha muito mais importância, não era uma coisa normal ou não deveria ser. Mas não sabia como explicar à filha sobre a morte como decorrência natural da vida. O nascer não é casual, é um milagre, algo que ultrapassa qualquer limite do normal, natural. Explode para além do nosso entendimento porque tem uma carga emocional que a racionalidade cientifica não processa. A maravilha do viver está nos imprevistos que nos atingem durante o nosso tempo…

– Mãe quando as pessoas vão para um hospital, são tratadas, tomam injeções, remédios, são operadas, ficam sofrendo, e muitas morrem. Parece que estão pagando pecados, isso é castigo? Estão pagando os pecados para poder entrar no céu?

– Não, minha filha. Quem sofre é o corpo, o espírito sempre tem a compreensão de tudo que acontece com aquele corpo, mas não pode interferir. Você está andando e resolve correr, alguma coisa animou você a mudar, deixar de andar para correr, foi sua escolha sem saber a razão da mudança. O que aconteceria se continuasse andando, não vai mais acontecer porque você mudou o ritmo, alterou o seu tempo. A religião orienta sobre os caminhos, mas a escolha é de cada um. Deus cuida da alma, do espírito, do seu corpo é você quem tem de cuidar.

A fé não tem preço, o você viver é uma benção!

Artigos relacionados